O rio

A minha mãe dizia assim para o meu pai: quando tiver o menino ou a menina quero ir tê-lo à casa da minha mãe. Chegada a altura – eu estava deserta para sair -, o meu pai remava, mas já não foi a tempo e saí logo. Eu queria era ver o Tejo (entre sorrisos), eu queria era ver o Tejo.